Bolhas de felicidade (Viver com depressão)


    Desde cedo percebi o que é viver com depressão, na minha adolescência fui finalmente seguido e medicado, resultado de uma infância com falta de amor, maus tratos, abusos... fizeram de mim uma criança e adolescente cheio de medos, depois vieram os primeiros desgostos de amor, os problemas com a imagem, isso levou-me por caminhos tortuosos, bulimia, mutilação e tentativas de suicídio, a última vez que isso aconteceu foi grave, acabei num hospital, até hoje não me lembro de como fui lá parar nem o que aconteceu até estar naquele corredor. Aí prometi a mim mesmo que tinha sido a última vez, é um compromisso comigo meu, um respeito à minha vida, por mais que viesse a ter estados de depressão mais severos nunca iria voltar a chegar a esse ponto, passados 11 anos continuo a cumprir a minha promessa, por muito que a vida me continue a pôr à prova.



    A depressão vai e volta, ela tira férias, mas na verdade nunca se despede definitivamente, é nisto que eu digo que vou tendo, construindo, vivendo... Bolhas de felicidade! São os meus momentos felizes, seja uma boa manhã, tarde, noite, um concerto, um espectáculo, um evento, um jantar, um fim de semana fora, umas férias, as minhas aulas, estar com as minhas pessoas... Inevitavelmente o mal destas bolhas é que elas rebentam e a maior parte das vezes deito-me na cama e tudo o que sinto é um enorme vazio. A tristeza invade-me.



    Isto é para as pessoas que olham para mim e para a minha vida e acham que eu não tenho problemas, tenho, mas não ando por aí a partilhar com todo o mundo, o que vêem nas redes sociais é aquilo que quero mostrar, o bom, o feliz, as viagens, os bons momentos... O meu sorriso é uma mera máscara para tentar passar a imagem que está tudo bem.




    Decidi resguardar-me, guardar muito pra mim e para os meus, para aqueles que me ajudam a criar as bolhas de felicidade, que não me deitam abaixo, que não me deprimem ainda mais, tornei-me mais protector de mim mesmo, afastei-me de algumas pessoas exactamente para preservar o meu bem estar mental, emocional, eu lidava para além dos meus dramas, com os dramas dos outros, o que me fazia muito mal.


    Este último ano e meio tem sido o pior da minha vida, voltei a sentir uma avalanche de escuridão a toldar o meu espírito, os estados depressivos tornaram-se mais recorrentes e apesar de hoje eu ser um ser humano muito mais forte, há dias que sinto que não vou ser capaz de aguentar, é um esforço constante tentar sobreviver alguns dias. Tudo isto tem me tornado mais forte, mas tem sido à custa de muito sofrimento que tem deixado as suas cicatrizes.
    Disto tudo resulta a falta de motivação para os meus projectos, incluindo o blog... que tenho feito um esforço para postar, tenho bastante conteúdo para publicar, várias publicações no rascunho, mas sinto que nunca consigo alcançar o que quero, a força de vontade e a pouca energia não me deixam fazer e acabo por ficar frustrado e desanimado. Ponderei várias vezes e continuo a fazer, acabar de vez com este meu espaço... Não sei por quanto mais tempo terei ânimo para criar conteúdo.


    No meio disto tudo e porque o desabafo já vai longo... Já disse muitas vezes por aqui mas a gratidão foi talvez o sentimento que mais tem evoluído com o meu crescimento, eu era uma pessoa muito orgulhosa, aprendi a ser grato e sou verdadeiramente grato por tudo o que sou, o que tenho, pelas minhas pessoas, pelo bem que me fazem, por todo o apoio emocional, por tudo o que vou conquistando.


Desculpem o meu desabafo, 
tenham uma boa semana. 
Mrs. Margot

Share:

11 comentários

  1. Interessante texto
    Palavras duras mas que aliviam a alma
    Abraço

    Kique

    Hoje em Caminhos Percorridos - A minha Vizinha..

    ResponderEliminar
  2. Também sei o que é viver com depressão, apesar de não ter chegado a pontos tão graves. Já melhorei e ando mais feliz, mas de vez em quando há momentos que simplesmente nos deitam abaixo e é inevitável sentirmo-nos mal. Mas não estamos sozinhos! :)
    Continua com o blogue, nem que deixes de publicar durante algum tempo. Este cantinho acaba por ser um escape do quotidiano e é bom, inclusive, para desabafar.
    Dias melhores virão!

    Beijinhos,
    Ana

    http://momentosliterariosml.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. Continua a ser a pessoa maravilhosa que tens sido até hoje e nunca desistas de nada por causa dos outros, e força vais ver que tudo com o tempo passa e volta ao normal
    Beijinhos
    Novo post
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  4. Desabafar faz muito bem, força e tudo vai correr bem!
    Beijinhos e um forte abraço.
    http://www.opecadomoraemcasa.pt/

    ResponderEliminar
  5. Desabafar faz bem e se há algo que este teu espaço me tem mostrado é que és uma pessoa que luta para conquistar os sonhos, apesar do que contaste agora nesta publicação. Não te conhecendo pessoalmente, resta-me apenas desejar-te muita força. Relativamente a apagares o blogue, a minha sugestão é que não o faças. Mesmo que deixes de publicar por uns tempos, pelo menos saberás que tens aqui um pequeno refúgio!

    ResponderEliminar
  6. A depressão depois de entrar tarde e mal se vai embora. Tenho uma irmã que parece que vende felicidade, porém tem dias horríveis de ansiedade e choros. Ela por acaso não lhe dá para agredir/mutilar/suicidar. Chora muito e tem dias em que o pânico não a deixa trabalhar. Quando anda calma é super divertida e com muito sentido de humor. Daí as pessoas pensarem que não tem nada. É uma máscara, claro. Emagreceu 15 Kilos. Foi a médicos de familia, naturopata, até ao tratamento das agulhas se submeteu e anda lá. Quando se pensava melhor foi retirando medicação. Votou a cair. Na empresa a boa disposição que tinha outrora deu vez ao choro compulsivo. Conclusão a maior parte das colegas logo a rotularam por louca, e andar nas dietas. Isso custa muito. Sorte a dela que tem uma Patroa e um chefe Chefe que a ajudam em tudo. Ela é trabalhadora, mas teve que deixar de estar nas máquinas automáticas derivado à medicação. Vale-lhe a vontade de viver e nunca querer ficar em casa, mas, muitas as vezes está a conversar connosco naturalmente e dá-lhe uma crise de choro.

    Poucos são os que entendem uma depressão sobretudo quando não percebemos de onde bem!

    Jovem, muita força para ti. Não ligues aos que te querem por a baixo. Lembra-te: O que não te derruba, torna-te mais forte. OK??

    A linha que me determina
    Beijos e um excelente dia


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado pela partilha e pelas palavras, muita força também para a sua irmã, que os dias sejam cada vez mais coloridos e iluminados.

      Eliminar
  7. É muito difícil lidar com depressão e ansiedade, te entendo bem mas, temos que lutar sempre para ter e ser o melhor não só para os outros mas, para nós mesmos.Um dia isso vai ter fim.
    Beijocas.

    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderEliminar
  8. Great post, I like it :)

    new post
    http://www.mensfashionobsession.com/

    ResponderEliminar
  9. A minha irmã já teve e sei o quanto é complicado..
    http://myheartaintabrain.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  10. Só posso dizer que imagino o quão dificil seja porque na verdade eu não o sei. Mas só o facto de teres esse compomisso contigo é um excelente passo na direção certa. E que as bolhas de felicidade se consigam cada vez tornar maiores.

    Beijinhos,
    www.yellowrain.pt

    ResponderEliminar

Querido/a dê-me a sua opinião, ela é importante.