A milhas: Conhecer Cracóvia (Parte 1)


    Desde sempre senti uma grande ligação inexplicável à história do Holocausto, sempre mexeu muito comigo, houve uma altura que sentia mesmo muita raiva sempre que via filmes, documentários ou lia livros sobre o assunto, um dos meus desejos era visitar os campos de concentração e extermínio de Auschwitz-Birkenau e depois de ter passado um ano péssimo, cheio de momentos mais baixos que altos, achei que estava na altura de realizar isso, às vezes a nossa alma precisa destes choques para se reestruturar. Assim foi, comemorar o meu aniversário este ano fazia sentido ser ali, naquele lugar, por muito que outras pessoas tenham estranhado quando contei que o ia fazer, era mesmo o que eu precisava.


    De há alguns anos para cá eu gosto de planear e organizar bem a minha viagem, desde os sítios a conhecer, como os restaurantes e espaços onde podemos comer, tentando traçar trajectos entre uma coisa e outra e tem corrido muito bem. Nesta publicação vou deixar os sítios que queria ver e conhecer, consegui ver todos os que tinha planeado, apesar de não ter feito todas as visitas que gostava.

    Rynek Glowny 
    O nosso hotel ficava nesta praça central, uma praça cheia de edifícios históricos e religiosos, com pequenas feiras por diversas pequenas praças, onde podem provar comida regional, comprar artesanato ou os típicos souvenirs.
    Encontram nesta praça o Cloth Hall (Sukiennice) um edifício onde existe um pequeno mercado de artesanato e souvenirs, como mostro na terceira foto, a St. Mary's Basilica, uma basílica linda e imponente como mostro na primeira foto, encontramos também outras igrejas por toda esta praça central.



    Wawel Royal Castle 
    Não achei o castelo visto de fora muito bonito, mas vale a pena subir até ao castelo e contemplar uma das vistas mais bonitas de Cracóvia, esta sobre o rio Vistula e a cidade. Quando entramos no recinto do castelo, encontramos um espaço agradável com um pequeno jardim e a Catedral que é muito bonita.



    Auschwitz
    Fiz uma visita guiada em grupo, em espanhol, correu tudo muito bem, a guia era muito boa. A visita a Auschwitz-Birkenau dura cerca de 3 horas e começa pelo campo de concentração de Auschwitz, que foi o cérebro de tudo, onde tudo começou, aqui começaram por ficar os presos políticos e depois os doutorados polacos, até ser alargado aos ciganos, judeus e afins, aqui faziam um género de "seleção", também era aqui que faziam experimentos médicos em pessoas e onde foi construída a primeira câmara de gás, que felizmente (por questões históricas) permanece intacta, todo este campo está bem conservado por ter sido o campo de trabalho forçado, o campo de extermínio passou mais a ser Birkenau.

    Logo na entrada podemos encontrar no portão uma inscrição em alemão que significa "O trabalho liberta-te", só aqui se vê o sadismo e a cobardia dos nazis que assim enganavam milhares de pessoas.
 
    É neste campo que podemos ver salas com os pertences tirados a estas pessoas, desde malas de viagem, sapatos, roupas de criança, entre outros, também podemos ver os cabelos raspados das mulheres, as celas, os "dormitórios", temos um corredor com vários rostos de homens e mulheres vítimas deste campo.


    Birkenau
    Birkenau foi um campo construído com este propósito, despejaram as pessoas que viviam aqui e construíram um campo que era destinado não só ao trabalho forçado mas também ao extermínio, à morte, foi neste campo que aconteceram as maiores atrocidades que temos conhecimentos.

    Infelizmente este campo não está tão conservado, há muitas ruínas porque eles explodiram várias coisas para tentar apagar as provas, todas as 4 câmaras de gás estão em ruínas.

    Aqui impera um silêncio, uma paz... Podemos sentir a energia, encontramos os trilhos do comboio que transportavam estes vagões, existe este vagão que servia para transportar centenas de pessoas num único vagão. Aqui o processo de "selecção" era mais cruel, aqui separava-se as mulheres dos homens, os aptos para o trabalho, os que iam directamente para as câmaras de gás, aqui morreram muitas crianças, raparigas jovens, idosos, grávidas...

    Consegui aguentar as lágrimas que ameaçaram cair várias vezes até ao final da visita, mesmo no final visitámos um bloco onde ficavam jovem raparigas, mulheres doentes, grávidas e idosas, este bloco é conhecido como A Cabana da Morte, iam para ali para fazer tempo até irem para as câmaras e foi aqui... foi aqui que não aguentei mais e desabei, chorei desalmadamente, ver as condições desumanas onde estas pessoas dormiam, em chão de pedras não cimentado, como se fossem currais de porcos... é triste, é muito triste pensar que o Homem foi capaz disto.



    Kazimierz (Bairro Judeu)
    O Bairro Judeu é uma zona jovem, com muitos estudantes e com espaços onde se pode comer e beber a preços muito em conta, também neste bairro podemos encontrar diversos pontos de interesse como os que assinalo abaixo. 

    Praça dos Heróis do Guetto (Plac Bohaterów Getta) e Farmácia da Águia (Apteka pod Orlem)
    Este bela praça contém 70 cadeiras, uma instalação que serve como um memorial aos judeus vítimas do Holocausto, porque era nesta praça que os juntavam, onde muitas vezes deixavam os seus pertences para ir para os campos de concentração.
   
    De frente para a praça encontramos esta farmácia, que hoje em dia também é um museu mas que eu não tive a oportunidade (tempo) de a visitar, o dono desta farmácia salvou muitos judeus, escondendo-os, arranjando comida, medicamentos e documentos falsos, entre as pessoas que salvou encontra-se Roman Polanski e a menina do casaco vermelho que aparece no filme A Lista de Schindler.


    A Fábrica de Schindler (Fabryka Schindlera) 
    Infelizmente não deu tempo para fazer a visita à fábrica de Schindler, diz que demorava cerca de 2 horas e tínhamos outra marcada, mas vimos por fora, vai ficar para uma próxima com certeza.



    Minas de Sal de Wieliczka 
    A tal visita que tinha marcada era esta e deixem-me que confesse que se eu soubesse ao que ia, nunca teria ido e iria-me arrepender muito, sou completamente claustrofóbico e não pensei que iríamos estar a mais 100 metros abaixo de terra.
    Tirando isso, a visita foi maravilhosa, em grupo, em inglês e com um guia muito engraçado, a visita dura aproximadamente 3 horas, passámos por vários níveis na mina para encontrarmos várias estátuas feitas de sal, tudo feito de sal, sal encrostado por todo o lado, uma beleza única e ímpar.



    Os típicos souvenirs que trouxe para mim e para oferecer. 



    Sobre a cidade de Cracóvia, é uma cidade muito europeia, segura, cheia de cultura, jovem, há uma frase que encontrei num café que acho que descreve bem a vibe da cidade: "Aqui filtramos café, não pessoas", é uma cidade que não julga, não discrimina, acho que aprenderam com os erros do passado, ideal para famílias com crianças, porque vi várias famílias.
    É uma cidade barata, porque a moeda deles vale menos que o euro.
    Convem comprar os bilhetes de Auschwitz com antecedência e da Mina de Sal também. 
    É uma cidade pequena com muito para visitar, uns 3 a 4 dias inteiros é capaz de dar para ver tudo, podem fazer quase tudo a pé, tirando Auschwitz e as Minas de Sal que ficam muito longe do centro da cidade. Usem calçado confortável.
   

Espero um dia voltar a esta cidade.
Já foram a Cracóvia?
Uma boa semana!
Mrs. Margot

Share:

23 comentários

  1. Ainda nao fui mas queria muito mas só o facto da Ryanair voar para lá não ajuda muito porque tenho visto preços nada lowcost. :(

    ResponderEliminar
  2. Não seria um país que gostasse de visitar, pelos motivos que falas deve ser horrível :(

    ResponderEliminar
  3. Adorava, sem dúvida, visitar Cracóvia em especial os campos de concentração!

    https://aritateixeira.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. É um dos locais que quero muito visitar, principalmente os campos de concentração. Acredito que não seja nada fácil e que levemos ali um murro no estômago, mas é um abre-olhos em relação ao que o ser humano é capaz de fazer e que esperamos que nunca se repita.
    Gostei muito das fotografias que escolheste, beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Que delícia de viagem! Eu tenho muita vontade de conhecer os campos de concentração. Deve ter sido uma experiência e tanto!

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderEliminar
  6. Realmente é um dos lugares bem bonito para conhecer, adorei saber como foi a tua viagem
    Beijinhos
    Novo post
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  7. Nossa com certeza uma viagem muito rica culturalmente, eu não achei estranho, adoraria visitar e conhecer mais sobre tudo o que aconteceu neste lugar.
    Charme-se

    ResponderEliminar
  8. Eu quero muito ir a Cracóvia, mas especialmente porque também sinto uma grande vontade de ir a Auschwitz-Birkenau, pelos mesmos motivos pelos quais quiseste lá ir. Sinto que é necessário conhecer aquele lugar, conhecer a História, para evitar que as maldades do passado se voltem a repetir.

    Parece-me que tiveste uma viagem muito interessante. Não conhecia essas Minas de Sal, mas fiquei muito curiosa!

    Uma boa semana para ti!

    ResponderEliminar
  9. Que maravilha, linda foto reportagem!
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar
  10. Fiquei curiosa por acaso :)
    Um beijinho,
    http://myheartaintabrain.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  11. Olá Tiago
    Olha eu digo te já que não era capaz de ir a um campo de concentração, não suportaria o peso da história!!
    xoxo

    marisasclosetblog.com

    ResponderEliminar
  12. Que cidade linda. Um encanto, cheia de paisagens maravilhosas.
    Passar um tempo num lugar lindo e pequeno é maravilhoso.Quero a parte 2 rs
    Beijocas.

    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderEliminar
  13. Gostava muito de conhecer os campos de concentração, mas tal como tu acho que irei chorar muito, o tempo todo. Acho todo esse episódio da nossa história muito triste. Li o livro de Anne Frank no inicio da adolescência e lembro-me que até soluçava de tanto chorar! :(
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  14. Looks like a wonderful city... I have never been.
    How cute... love the souvenirs. Always a great way to remember a trip by.

    www.fashionradi.com

    ResponderEliminar
  15. Nunca tinha ouvido falar desse lugar, muito lindo.
    Adoraria conhecer.

    www.byglamour.com

    ResponderEliminar
  16. Esta é das viagens que mais anseio fazer no futuro. Tal como tu, esta parte da história também me tocou imenso e sempre me fascinou (falando de um ponto de vista histórico, claro).
    Gostei muito de saber mais sobre a tua viagem e de ver as fotos!

    littlewonderlandxo.blogspot.com

    ResponderEliminar
  17. É um local que gostava muito de visitar mesmo pela importância histórica que tem. Acho que devia ser obrigatório visitá-lo para que nunca nos esqueçamos da crueldade que o homem é capaz e para fazermos de tudo para que não volte a acontecer.



    Beijinhos,
    www.yellowrain.pt

    ResponderEliminar
  18. Olá, querido!
    Q viagem riquíssima em informações e beleza. Parabéns pela organização e escolha de lugares. Realmente, o Holocausto é um assunto que me deixa muito sensível também, por isso posso compreender seus sentimentos em relação a isso.

    Bjão, tudo de bom para ti.
    Diego | Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderEliminar
  19. Wow this trip looks amazing!! Loving your photos

    Jadieegosh   Instagram

    ResponderEliminar
  20. Deve ter um ambiente bastante pesado mas é uma viagem que quero muito fazer.
    Beijinhos
    http://virginiaferreira91.blogspot.com

    ResponderEliminar
  21. que fotos lindas, deve ser tido uma viagem maravilhosa
    Blog Entrelinhas

    ResponderEliminar
  22. Cracóvia tem tanto para oferecer, é uma cidade fantástica. Auschwitz... sem palavras... e pensar que aconteceu há tão pouco tempo...

    ResponderEliminar

Querido/a dê-me a sua opinião, ela é importante.